12 de maio de 2014 13:59

Autódromo de Interlagos comemora 74 anos

Circuito paulistano celebra aniversário e terá novidades na infraestrutura com obras que começam a partir de julho

Por Edvaldo Júnior

Uma das datas marcantes para o automobilismo brasileiro aconteceu há exatamente 74 anos, quando o Autódromo de Interlagos foi inaugurado na cidade de São Paulo, no dia 12 de maio de 1940. Naquela data, nascia um dos principais circuitos da América Latina, que passou a receber categorias nacionais e internacionais de automobilismo, além de provas de motociclismo, outros esportes a motor e eventos diversos.

Inicialmente, Interlagos tinha sido planejado para ser uma cidade satélite onde, além de um autódromo, teria infraestrutura como residências, conjuntos comerciais, hotel, igreja e outros estabelecimentos. O primeiro projeto começou a ser desenhado em meados da década de 1920 pelo engenheiro britânico Louis Romero Sanson, que possuía um plano imobiliário para a região sul da capital paulista. Com participação do urbanista francês Alfred Agache, foi ele quem sugeriu batizar a área de “Interlagos”, pela semelhança com a região suíça de Interlaken – que significa “entre lagos” -, pois fica entre duas represas paulistanas, Billings e Guarapiranga.

O Autódromo é administrado pela São Paulo Turismo (SPTuris, empresa municipal de turismo e eventos) e, segundo o secretário municipal para Assuntos de Turismo e presidente da empresa, Wilson Poit, é um equipamento histórico da cidade. “Este circuito é uma referência, contribuiu para o desenvolvimento da região e foi berço dos maiores nomes do automobilismo nacional”, destaca. Em 1985, o local foi rebatizado de Autódromo Municipal José Carlos Pace, homenagem ao piloto falecido oito antes em um acidente de avião.

A pista original do Autódromo tinha 7.960 metros de extensão, mas diminuiu para 7.873 metros em 1979, quando foram feitas reformas para voltar a receber a Fórmula 1. Mas foi após uma grande intervenção realizada no final da década de 1980 que o traçado passou a ter 4.325 metros, de acordo com as novas exigências da organização da categoria.

“O circuito teve que se adaptar, como parte de um processo de modernização que também favoreceu a segurança e esportividade de outras provas nacionais. Todos os pilotos elogiam bastante o traçado, por ser desafiante e propiciar um grande espetáculo ao público”, comenta Poit.

A partir de julho de 2014, novas intervenções estão programadas para revitalizar todo o asfalto da pista, além da construção de boxes auxiliares e reforma completa dos boxes já existentes na reta principal.

Fonte: SP Turismo

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*