16 de julho de 2014 13:25

Salário do novo técnico não é problema para a CBF

Pepe Guardiola, do Bayern de Munique, e um dos mais aclamados treinadores da atualidade, ganha R$ 4,2 milhões.

Por Leonardo Simões
Foto: GAZETA PRESS
Foto: Gazeta Press

Ainda a procura de um técnico para a seleção brasileira, a CBF sondou alguns profissionais estrangeiros. Mas, a contratação de um novo treinador pode mudar a política salarial da confederação.

A CBF costuma pagar um salário inferior ao mercado internacional. Para se ter uma ideia da diferença, Mano Menezes, antecessor de Luiz Felipe Scolari no cargo, recebia R$ 300 mil por mês, conforme o UOL Esporte apurou.

Pepe Guardiola, do Bayern de Munique, e um dos mais aclamados treinadores da atualidade, ganha R$ 4,2 milhões.

Se optasse por José Mourinho, a situação financeira seria mais confortável, uma vez que o atual técnico do Chelsea recebe R$ 30,19 milhões por ano, R$ 2,51 milhões por mês.

Dinheiro não seria problema. Só em 2013, ,a CBF teve um lucro de R$ 55,6 milhões.

Por enquanto, não há uma definição. Mas, o ex-técnico do Corinthians, Tite, continua na dianteira da disputa pela vaga. Contudo, há uma rejeição por parte dos cartolas por considerar que Tite não modernizará a seleção brasileira, como se espera no momento.

Se dinheiro não é problema para a CBF, achar um técnico nunca se mostrou tão complicado.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*