04 de janeiro de 2017 08:45

AM: 30 vítimas de massacre foram degoladas

Rebelião em presídio de Manaus deixou 56 mortos

Por Redação

Dos 36 corpos identificados no Instituto Médico Legal (IML), em Manaus, 30 morreram degolados durante o massacre no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), informou a Polícia Civil nessa terça-feira (3).

A rebelião, que ocorreu entre domingo (1º) e segunda-feira (2), deixou 56 mortos.

O Departamento de Polícia Técnico-Científica do Amazonas (DPTC) informou que o processo de identificação de todos os corpos pode levar até um mês. A polícia ainda trabalha na identificação de 20 vítimas do massacre e uma da UPP.

Segundo o órgão, a identificação dos corpos ocorreu por meio de impressão digital, arcada dentária e DNA. Os presos já identificados apresentaram fraturas, dilacerações ou degolamentos.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*