04 de fevereiro de 2017 21:19

Lula discursa no velório de Marisa Letícia

Petista afirmou que não precisa provar que é inocente

Por Redação
Foto: Roberto Parizzoti / CUT
Foto: Roberto Parizzoti / CUT

Durante o velório de Marisa Letícia Lula da Silva, nesse sábado (4), em São Bernardo do Campo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que sua mulher morreu triste e foi vítima de atos de “canalhice” e “imbecilidade”.

Ainda no pronunciamento, o petista disse estar com a consciência tranquila e que não precisa provar que é inocente.

“Marisa morreu triste pela canalhice que fizeram com ela e a imbecilidade e a maldade que fizeram com ela…Tenho 71 anos. Eu vou viver muito porque eu quero provar que os facínoras que levantaram leviandades contra a Marisa tenham um dia a humildade de pedir desculpas a ela” afirmou.

Emocionado, Lula reafirmou que não tem medo de ser preso e quem o acusa é que precisa juntar provas contra ele.

“Se alguém tem medo de ser preso, quero dizer que esse que está enterrando a sua mulher não tem. Tenho consciência tranquila. Tenho certeza da consciência e do trabalho da minha mulher. Não sou eu que tenho que provar que sou inocente. Eles que precisam provar que as mentiras que eles estão contando são verdade. Querida companheira Marisa, descanse em paz, porque o seu “Lulinha Paz e Amor” vai continuar brigando muito”, disse.

Após o velório, o corpo da ex-primeira-dama foi levado para o crematório do cemitério Jardim da Colina, em São Bernardo do Campo. A ex-primeira-dama morreu nessa sexta-feira (3) após sofrer um acidente vascular cerebral hemorrágico.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*