25 de abril de 2017 16:22

STF decide mandar goleiro Bruno de volta à prisão

Ele se encontra em liberdade desde o dia 25 de fevereiro

Por Redação

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (25) mandar o goleiro Bruno Fernandes de volta à prisão. Ele se encontra em liberdade desde o dia 25 de fevereiro, quando foi beneficiado por uma decisão liminar (provisória) do ministro Marco Aurélio determinando sua soltura.

Bruno foi preso em 2010 e condenado em 2013 pela morte da ex-namorada Eliza Samúdio.

A decisão foi tomada pela Primeira Turma do STF, que acompanhou a posição do relator do caso, ministro Alexandre de Moraes. O entendimento que prevaleceu foi o de que o goleiro não poderia ser solto porque isso iria contra à decisão soberana do júri popular, que negou a ele o direito de recorrer de sua condenação em liberdade.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*