05 de abril de 2017 08:42

Ataque químico na Síria deixa mais de 70 mortos

Dessas vítimas, 20 era crianças

Por Redação

O suposto ataque químico que deixou pelo menos 72 mortos em uma cidade rebelde do norte da Síria demonstra os “crimes de guerra” continuam sendo cometidos no país, afirmou nesta quarta-feira (5) o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres.

O balanço divulgado pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) nesta quarta-feira (5) revela que dos 72 mortos, 20 eram crianças. De acordo com a ONG, após ataque que aconteceu na cidade de Khan Sheikhun, na província de Idlib, um “gás tóxico” foi liberado. Civis morreram por e dezenas apresentaram problemas respiratórios, vômitos e desmaios.

“Os horríveis acontecimentos de terça-feira demonstram, infelizmente, que os crimes de guerra continuam na Síria e que o direito internacional humanitário é violado frequentemente”, disse Guterres.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*