12 de abril de 2017 08:44

Imprensa internacional repercute lista de Fachin

O “Clarín”, da Argentina, mencionou que o caso atinge ministros de Temer

Por Redação

A imprensa internacional repercutiu o anúncio do ministro e relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin, de que a Procuradoria Geral da República (PGR) irá investigar 8 ministros, 3 governadores, 24 senadores e 39 deputados federais.

O “Clarín”, da Argentina, mencionou que o caso atinge ministros do presidente Temer, “entre eles três de primeiríssima linha”: o chefe de gabinete, Eliseu Padilha; o secretário geral da Presidência, Moreira Franco; e o chanceler Aloysio Nunes. “O governo do presidente Michel Temer viu a aparente calma dos últimos dias interrompida”, começa o texto.

O “Washington Post” e a emissora ABC dos Estados Unidos publicaram reportagem da agência Associated Press em que o professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Claudio Couto comenta que “todo partido e todo estado tem alguém lá. Os principais líderes do Congresso, de ambas as casas, estão envolvidos. Essa é a prova de que a corrupção no Brasil é sistêmica e há um grande potencial para que isso desorganize toda a administração a partir de amanhã”, afirmou.

A versão em espanhol da rede americana CNN traz a lista de Fachin com os nomes de ministros, senadores, deputados e governadores.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*