04 de julho de 2013 10:40

Líder da Irmandade Muçulmana tem prisão decretada

Mohamed Badie é acusado de incitar atos de violência

Por Redação

Nesta quinta-feira (4), a promotoria do Egito confirmou que ordenou a prisão do líder máximo da Irmandade Muçulmana, Mohamed Badie, e de seu vice, Khairat el-Shater, disseram fontes judiciais e militares, um dia após o Exército derrubar o presidente Mohamed Morsi.

mohammed-badie-cbs-okok
Mohamed Badie

Shater, um rico empresário visto como o principal estrategista político da Irmandade, foi a primeira escolha do grupo para concorrer na eleição presidencial do ano passado, mas foi desqualificado devido a condenações anteriores, forçando Morsi a assumir o seu lugar.

A ordem de prisão contra Shater e Badie foi emitida sob acusações de terem incitado atos de violência nos quais pelo menos oito pessoas foram mortas em frente à sede da Irmandade Muçulmana no início desta semana no Cairo.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*