10 de setembro de 2013 10:42

Uruguaio achado após quatro meses desaparecido era fugitivo

Raúl Fernando Gómez é acusado de ter abusado do filho e de uma cunhada

Por Redação

Tida como um milagre, a história do uruguaio encontrado vivo depois de quatro meses perdido nos Andes passou às páginas policiais. A Justiça do Chile emitiu uma ordem de prisão a Raúl Fernando Gómez e pediu sua extradição às autoridades da Argentina, onde ele foi resgatado. O homem, de 58 anos, impressionou muitas pessoas depois de sobreviver quatro meses nos Andes alimentando-se de ratos e frutas secas.

Agora ele é acusado de ter abusado do filho de 8 anos de uma cunhada que vivia em Santiago. O Ministério do Interior do Uruguai emitiu um alerta de fechamento de fronteiras para evitar que Gómez volte ao país sem o consentimento da Justiça. O abuso teria acontecido em abril, antes de o uruguaio partir para os Andes.

Quando foi resgatado, Gómez contou que tinha saído do Uruguai a Mendoza, na Argentina, para participar de um encontro de motoqueiros. Dali seguiu ao Chile, onde a moto teria quebrado, e decidiu voltar a pé cruzando as montanhas até a Argentina. Depois de caminhar 200 quilômetros, perdeu-se durante uma tempestade de neve.

Ele foi encontrado no fim de semana num abrigo na província de San Juan, a 4.500 metros de altitude, por um piloto de helicóptero e dois técnicos da Direção de Hidráulica que faziam medições do nível da neve. Mesmo debilitado, Gómez conseguiu mancar até a porta do abrigo para abri-la e chamar a atenção da equipe. Até então, sobrevivera no inverno comendo ratos, além de açúcar, frutas secas e restos deixados para trás no abrigo.

Os médicos relataram surpresa com a sobrevivência do uruguaio. Mas, fora do Hospital Rawson de San Juan, onde Gómez é atendido, as autoridades afirmam que a viagem do uruguaio foi, na verdade, uma fuga.

– Esse senhor chegou fugido a Santiago, porque era acusado de um delito de violação. Foi recebido por parentes, e ali teria reincidido no crime. Ele veio se esconder em Petorca, foi reconhecido, e se sentiu encurralado. Deixou a moto em Pedernal e fugiu novamente – contou ao jornal chileno “El Mercurio” a governadora de Petorca, no Chile, Ingrid Massardo.

A filha de Gómez, Paula, minimizou a polêmica. Ao jornal uruguaio “El Observador”, ela disse que o pai já tinha comparecido à Justiça chilena e resolvido o caso. A denúncia de abuso, afirmou, fora feita por uma tia que tem pouco contato com a família e que sofre de uma doença psiquiátrica.

– (O assunto) veio à tona por causa de uma tia com quem não temos um bom relacionamento, mas já foi resolvido. Ele era procurado como desaparecido, nada mais. Podemos levá-lo quando quisermos a Montevidéu. Essa acusação não tem lógica – disse Paula.

A família de Gómez já está na Argentina e insiste que ele seja transportado nesta terça-feira de volta ao Uruguai, como era previsto antes de a denúncia do abuso vir à tona. Gómez perdeu 20 quilos e está desnutrido.

– Ele tem apresentado uma boa evolução, mas sofre de desnutrição severa – afirmou o responsável de comunicação do hospital, Rodrigo Belert.

*As informações são do jornal O Globo

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*