05 de dezembro de 2017 15:18

PGR pede R$ 51 mi a Geddel por danos morais

Dodge também solicitou a prisão domiciliar da mãe dos políticos

Por Redação

A Procuradoria Geral da República (PGR) denunciou o deputado federal Lúcio Vieira Lima e o seu irmão e também ex-ministro Geddel Vieira Lima por lavagem de dinheiro e associação criminosa. Na denúncia apresentada ao Supremo Tribunal Federal (STF), a procuradora geral da República, Raquel Dodge, solicitou a prisão domiciliar da mãe dos políticos, Marluce Vieira Lima, e o recolhimento noturno e nos dias de folga de Lúcio.

Segundo a denúncia, eles continuam a praticar crime de peculato, a manipular provas e a obstruir a investigação criminal. Outro pedido foi a indisponibilidade de sete empreendimentos imobiliários adquiridos para viabilizar a lavagem de dinheiro.

A denúncia é decorrente das investigações realizadas a partir da descoberta e apreensão de R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador.

Além dos três, também foram denunciados o ex-assessor Job Ribeiro, que trabalhava com Lúcio Vieira Lima; o ex-diretor da Defesa Civil de Salvador Gustavo Ferraz; e o sócio da empresa Cosbat Luiz Fernando Costa Filho.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*