09 de outubro de 2012 15:54

BA: Geddel diz que não deve obediência ao PT

Coment

Por Edvaldo Júnior

Referente à negociação de apoio do PMDB no segundo turno da candidatura a prefeito de Salvador, o vice-presidente da Caixa Econômica Federal Geddel Vieira Lima (PMDB) disse que “não deve obediência ao PT”.

O motivo da resposta áspera teria sido a pressão do governador Jaques Wagner (PT) junto a presidente Dilma Rousseff (PT) para que ele e o partido apoiassem o candidato Nelson Pelegrino (PT) no segundo turno das eleições em Salvador.

“Sou vice da Caixa do Brasil, não do PT. Não devo obediência ao PT. Faço política e acordos políticos voltado ao futuro”, respondeu.

Geddel teria ainda criticado as especulações sobre o apoio do partido. 

”Sou servidor público. Devo lealdade ao governo de coalizão da presidente Dilma. Mas chega de especulação boba. Quando a posição do PMDB estiver madura, será anunciada”.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*