13 de junho de 2017 16:04

Cabral é condenado a 14 anos e 2 meses de prisão

Já a esposa do político, Adriana Ancelmo, foi absolvida

Por Redação

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral Filho, que está preso desde novembro do ano passado, foi condenado a 14 anos e 2 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A sentença foi publicada nesta terça-feira (13) pela Justiça Federal.

Já a esposa do político, Adriana Ancelmo, foi absolvida. Em sua decisão, o juiz Sergio Moro argumentou que há falta de provas suficientes para comprovar a autoria ou participação da ex-primeira-dama em atos ilícitos.

Mônica Carvalho, outra ré na ação penal, também foi absolvida por Moro. O ex-secretário de governo do Rio, Wilson Carlos Cordeiro de Silva Carvalho, foi condenado por corrupção passiva e dois crimes de lavagem de dinheiro. O ex-sócio de Sérgio Cabral Filho, Carlos Emanuel de Carvalho Miranda, foi condenado por corrupção passiva e quatro crimes de lavagem de dinheiro.

Segundo denúncia do Ministério Público Federal (MPF), o grupo estava envolvido no pagamento de propina em relação a um contrato da Petrobras com o Consórcio Terraplanagem Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), que era formada por duas empresas: a Queiroz Galvão e a Odebrecht. O valor da propina teria atingido cerca de R$ 2,7 milhões para o grupo.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*