01 de fevereiro de 2017 14:26

Cabral tinha 29 peças de diamantes, afirmam delatores

Peças fariam parte da fortuna mantida pelo peemedebista no exterior

Por Redação

Em Aa os doleiros Renato e Marcelo Hasson Chebar afirmaram que o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), tinha 29 peças de diamantes avaliadas em cerca de US$ 2,1 milhões. As peças fariam parte da fortuna mantida pelo peemedebista no exterior.

Ainda segundo os delatores, os diamantes foram adquiridos em 2016 e estavam no nome dos dois, mas pertenciam a Cabral. A mais valiosa é uma de 4,05 quilates, que vale US$ 168 mil.

Doze peças teriam ficado em um guarda-volumes de um aeroporto em Genebra, na Suíça, e as outras 17 em outro cofre na mesma cidade.

A lista de diamantes foi entregue pelos delatores ao Ministério Público Federal, em acordo de delação premiada.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*