20 de fevereiro de 2017 11:22

Delação detalha ligação de Geddel com corrupção na Caixa

Empresário citou nome do ex-ministro em depoimento

Por Redação

Novos detalhes sobre a ligação do ex-ministro Geddel Vieira Lima foram anunciados em delação premiada do empresário Alexandre Margotto, preso na Lava Jato. O esquema de corrupção teria acontecido na Caixa Econômica Federal.

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) foi mencionado na delação premiada de Alexandre Margotto, empresário ligado ao suposto operador financeiro do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), Lúcio Bolonha Funaro. Em seu depoimento, Margotto revelou novos detalhes de um suposto esquema de corrupção ocorrido na Caixa Econômica Federal e, além de Geddel, citou o nome do empresário Joesley Batista, dono do grupo J&F.

Segundo o empresário, pessoas ligadas a Cunha operavam um esquema junto ao vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da instituição financeira, Fábio Cleto, e também junto a Geddel, que ocupava o cargo de vice-presidente de Pessoa Jurídica do banco.

Questionado sobre a divisão da propina, Margotto comentou que era separada com base em percentuais. Ele contou que a maior parte do dinheiro deveria ir para o deputado cassado, o que não impedia de outros políticos também receberem o dinheiro.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*