27 de janeiro de 2017 10:42

Eike não deve ser considerado foragido, diz defesa

O nome do empresário foi incluído na lista da Interpol e é procurado

Por Redação

O advogado de Eike Batista, Fernando Martins, afirmou que o empresário não deve ser considerado foragido.

Segundo a defesa, o seu cliente já estava fora do país quando teve prisão decretada e não teria como prever que seria alvo de uma operação da Polícia Federal (PF).

O nome de Eike foi incluído na lista da Interpol e é procurado. O dono do grupo EBX teria ido a Nova York a trabalho e o advogado se disse surpreso com a inclusão do nome dele na lista de procurados pela polícia internacional. Além disso, a PF investiga se Eike usou um passaporte de cidadania alemã pra deixar o país.

O advogado deve se reunir nesta sexta-feira (27) com representantes da PF e do Ministério Público Estadual (MPF) para acertar a data de retorno de seu cliente ao Brasil.

Eike Batista é acusado de ter pago US$ 16,5 milhões ao ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral em troca de benefícios em obras e negócios do grupo, usando uma conta fora do país.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*