23 de junho de 2016 10:04

Ex-ministro Paulo Bernardo é preso pela PF

Ele foi detido no âmbito da Operação Custo Brasil

Por Redação

O ex-ministro das Comunicações e do Planejamento, Paulo Bernardo, foi preso nesta quinta-feira (23) pela Polícia Federal em Brasília. Ele, que é marido da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), foi detido no âmbito da Operação Custo Brasil, que é um desdobramento da fase Pixuleco 2 da Operação Lava Jato, de agosto do ano passado.
A operação, segundo as investigações, apura o “pagamento de propina proveniente de contratos de prestação de serviços de informática, na ordem de R$ 100 milhões, entre os anos de 2010 e 2015, a pessoas ligadas a funcionários públicos e agentes públicos ligados ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão”.

O ex-ministro da Previdência e da Secretaria da Aviação Civil Carlos Gabas e jornalista Leonardo Attuchl, dono do site “Brasil 247”, são alvos de condução coercitiva. Há ainda um mandado de prisão preventiva para o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, que, condenado na Lava Jato, está preso desde 2015.

Do total de mandados, 11 são de prisão preventiva, 40 de busca e apreensão e 14 de condução coercitiva, quando a pessoa é levada a prestar depoimento.

Os investigados responderão pelos crimes de tráfico de influência, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa, com penas de 2 a 12 anos de prisão.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*