18 de outubro de 2016 10:10

Fux defende separar contas de campanha de Dilma e Temer

Julgamento do caso só deve ocorrer no ano que vem

Por Redação

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, afirmou que é possível dividir as contas de campanha da ex-presidente Dilma Rousseff e do presidente Michel Temer, para que sejam feitos julgamentos separados no processo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que pede a cassação da chapa.

Segundo os advogados do presidente, que fizeram o pedido para separar as contas, as irregularidades foram todas de Dilma, e a separação livraria Temer de perder o mandato por problemas nas contas da campanha.

“Tendo em vista o preceito constitucional de que a pena não passa da pessoa do infrator, eu acho que não é irrazoável separar as contas prestadas”, declarou Fux ao jornal “O Globo”.

Fux também defendeu mais cautela na hora de abrir inquéritos contra autoridades.

Para o ministro, no entanto, o julgamento do caso só deve ocorrer no ano que vem.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*