18 de abril de 2017 07:40

Governo aceita tempo de contribuição menor para mulheres

Tempo mínimo para elas será de 23 anos, dois a menos que o dos homens

Por Redação

O presidente Michel Temer afirmou nessa segunda-feira (17) que “não é improvável” que se tenha um tempo de contribuição menor para as mulheres. Ele disse ainda que, tendo o governo acolhido as sugestões dos deputados, acredita que a reforma “será aprovada” pelo Congresso.

“Se não for aprovada, será ruim para o Brasil. Isso aqui é para prevenir o futuro, o que não pode é continuar um déficit de 100, 200 bilhões”, observou. Com as mudanças, disse que a economia em dez anos deve cair de R$ 800 bilhões para R$ 600 bilhões, mas que isso é muito melhor do que não fazer reforma nenhuma. “É melhor reduzir o déficit que não fazer nada”, disse.

O mínimo exigido para os homens será de 25 anos (neste caso, para se aposentar com 70% do benefício). Para as mulheres, esse tempo mínimo deverá ficar em 23 anos. Já a idade mínima para aposentadoria de 65 anos, ao fim da fase de transição, foi mantida para homens e mulheres.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*