18 de setembro de 2012 15:13

Intenção de consumo dos brasileiros permanece estável

Dados foram divulgados hoje pela Confedera

Por Redação

A  Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgou hoje (18) que a intenção de consumo das famílias caiu 0,3%, se comparada ao mesmo período no ano passado. 

Este ano, a Região Sul apresentou a maior alta: 7,8%. A Região Norte também mostrou leve aumento, 0,1%. As demais regiões sofreram queda na intenção de consumo: Centro-Oeste (-6,5%), Nordeste (-0,7%) e Sudeste (-0,1%).“O nível de inadimplência e o comprometimento da renda com serviço da dívida comprometem o consumo. No entanto, estes números mostram sinais de estabilidade, então, a gente espera um sinal positivo para a frente”, disse o economista da CNC Bruno Fernandes.

Entre os indicadores que compõem o índice de intenção de consumo das famílias foram observadas quedas naqueles relacionados ao mercado de trabalho: segurança em relação ao emprego atual (-1,9%), perspectiva profissional (-6%) e renda (-0,6%).

No entanto, a saúde da economia deve permanecer boa, pois dados relacionados ao consumo aprovam este futuro.  Todos tiveram alta.  A intenção de compra a prazo (2,3%), de nível de consumo atual (3,6%), perspectiva de consumo (1,2%) e momento para duráveis (0,3%).“Isso mostra que a perspectiva de recuperação da economia vai caminhar mais forte neste segundo semestre. E pode ser concretizada, a partir dessa maior intenção do consumo”, disse.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*