26 de julho de 2017 14:37

Janot defende que STF mantenha Cunha na prisão

Ex-presidente da Câmara está preso desde outubro de 2016

Por Redação

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu, em parecer enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), que o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) continue preso em Curitiba, para onde foi encaminhado em outubro de 2016.

A manifestação de Janot foi dada em um dos três processos abertos pela defesa de Cunha no STF, na tentativa de libertar o ex-presidente da Câmara dos Deputados.

Para Janot, o ex-deputado faz sucessivas tentativas de desviar a finalidade de procedimentos judiciais, numa demonstração da “marca da personalidade criminosa de Eduardo Cosentino Cunha”.

O procurador-geral da República destacou que o juiz Sérgio Moro apresentou farta fundamentação para justificar a prisão preventiva.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*