04 de abril de 2017 11:20

Julgamento da chapa Dilma-Temer é adiado

TSE concedeu mais prazo para as defesas

Por Redação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) adiou o julgamento da ação em que o PSDB pede a cassação da chapa Dilma-Temer, vencedora das eleições presidenciais de 2014.

Os sete ministros concederam nesta terça-feira (4) prazo adicional para as alegações finais das defesas. Com isso, o julgamento deverá ser retomado a partir da última semana de abril.

No início da sessão, o advogado da ex-presidente Dilma Rousseff, Flávio Caetano, alegou que precisava de mais cinco dias para analisar melhor o caso. Antes do julgamento, o relator do processo, ministro Herman Benjamin, concedeu prazo de 48 horas após o encerramento da fase de coleta de provas do processo para que os advogados apresentassem as defesas.

O julgamento foi motivado após o PSDB acusar a chapa Dilma-Temer de ter cometido abuso de poder político e econômico, de ter recebido dinheiro de propina do esquema de corrupção que atuava na Petrobras investigado pela Operação Lava Jato.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*