14 de dezembro de 2016 09:00

Julgamento da chapa Dilma-Temer fica para 2017

Segundo ministro do TSE, foram ouvidas 37 testemunhas em 3 meses

Por Redação

O julgamento dos processos que pede a cassação da chapa Dilma-Temer, eleita em 2014, ficará para 2017, decidiu o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nessa terça-feira (13).

Segundo o ministro do TSE, Herman Benjamin, o trabalho ainda está sendo realizado e não vai ser possível concluir o relatório ainda este ano.

“Não será possível eu apresentar meu voto nesses processos relativos às eleições presidenciais de 2014 antes do término do nosso ano judiciário. Será na segunda-feira e a perícia ainda não está concluída”, afirmou.

Ainda segundo Benjamin, foram ouvidas 37 testemunhas em 3 meses e que ainda falta a conclusão das perícias. Ele ressaltou a dedicação de uma “coalizão” de instituições, como Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e Polícia Federal, na análise do processo. Para ele, o ritmo “não é exageradamente rápido nem exageradamente lento”, mas o possível.

 

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*