31 de dezembro de 2010 10:18

Lula: Agenda com muitos compromissos no último dia de mandato

O presidente e dona Marisa retornam para S

Por Edvaldo Júnior

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem seu último dia de mandato na sexta-feira (31), com muitos compromissos na agenda. Uma das importantes decisões para o presidente na sexta já foi tomada, O presidente decidiu negar a extradição do ativista de esquerda Cesare Battisti para a Itália.

Ativista Cesare Battisti: extradição para Itália negada pelo presidente Lula.

Lula passará por reuniões e assuntos internos com líderes de outros países que estão em Brasília para a cerimônia de posse da presidente eleita Dilma Rousseff, o presidente ainda se despede no mesmo dia dos ministros e suas equipes.

Lula irá ser reunir por volta das 10h com a equipe com a qual trabalhou ao longo dos últimos anos para uma sessão de fotos.

O presidente se encontrará com o vice-presidente do Conselho de Estado de Cuba, José Ramón Machado, e o último compromisso da agenda é um encontro com o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas. O líder palestino chega a Brasília um mês depois de o governo do Brasil reconhecer o Estado palestino com fronteiras existentes desde 1967.

O presidente Lula teve ritmo intensos nesses últimos dias do seu mandato. Foram realizadas muitas viagens para inauguração de obras, cerimônias em Brasília e compromissos em gabinete.

Esta semana, o presidente esteve nos estados de Pernambuco, Ceará e Bahia e discursou seis vezes. O mais longo dos discursos, feito em Recife (PE) com 33 minutos de duração, teve tom de despedida e Lula se emocionou. Sem tempo para mais viagens, o presidente inaugurou na quinta-feira (30), em Brasília, três obras em diferentes estados.

No sábado (1º), dia em que ele passa a faixa presidencial para Dilma, Lula terá uma rotina bem diferente daquela dos últimos oitos anos. O presidente e dona Marisa retornam para São Bernardo do Campo (SP), onde Lula começou sua trajetória como sindicalista. Na cidade, uma festa está sendo preparada para recepcioná-lo. Antes, o casal visita, no Hospital Sírio-Libanês, José Alencar, que esteve ao seu lado como vice-presidente nos oito anos de governo.

Caso Cesare Battisti
O presidente Lula rejeitou a extradição do ativista de esquerda Cesare Battisti para a Itália acatando o parecer elaborado pela Advocacia Geral da União (AGU) que recomendava a manutenção de Battisti em território brasileiro. Os argumentos do governo brasileiro para rejeitar o pedido de extradição do governo italiano ainda não foram divulgados. O anúncio foi feito por meio de nota lida pelo ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*