13 de janeiro de 2017 08:45

Ministra pede ‘esforço’ para tratar processos de presos

Cármen Lúcia se reuniu com desembargadores do país

Por Redação

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, pediu nessa quinta-feira (12) aos presidentes dos tribunais de justiça “esforço concentrado” para examinar processos de execuções penais dos presos.

Tratam-se de ações em que o juiz acompanha como a pena está sendo cumprida e se o detendo pode ter algum benefício ou progredir o regime.

A ministra recebeu em Brasília 25 desembargadores do país, exceto Mato Grosso e Rio Grande do Sul, para discutir a crise no sistema carcerário – que registrou massacres no Amazonas e Roraima.

Durante o encontro, ficou acertado que cada tribunal estadual vai apresentar um determinado número de funcionários para acelerar a análise desses processos. O objetivo é verificar se presos podem deixar o regime fechado para o semiaberto e assim por diante.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*