26 de setembro de 2016 16:56

Moro decreta bloqueio de R$ 128 mi de Palocci

Juiz também determinou bloqueio de contas de dois assessores

Por Redação

O juiz federal Sérgio Moro decretou o bloqueio nas contas bancárias do ex-ministro Antônio Palocci (PT), de Branislav Kontic, que atuou como assessor do ex-ministro, e do ex-secretário da Casa Civil Juscelino Antônio Dourado de até R$ 128 milhões. O valor do bloqueio é para cada um dos investigados.

Eles foram presos temporariamente na 35ª fase da Lava Jato, deflagrada nesta segunda-feira (26), e batizada de Operação “Omertà”. A prisão tem prazo de cinco dias e pode ser prorrogada pelo mesmo período ou convertida em prisão preventiva, que é quando o preso fica detido por tempo indeterminado.

Essa fase apura a relação entre Palocci e o Grupo Odebrecht. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), há evidências de que Palocci e Branislav receberam propina para atuar em favor da empreiteira, entre 2006 e o final de 2013, interferindo em decisões tomadas pelo governo federal.

Segundo Moro, não há problema se o bloqueio determinado por ele atingir valores de origem lícita. “Não importa se tais valores, nas contas bancárias, foram misturados com valores de procedência lícita. O sequestro e confisco podem atingir tais ativos até o montante dos ganhos ilícitos”, afirmou.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*