11 de abril de 2017 08:47

PF cumpre mandados contra secretário de Cabral e empresários

A operação é mais um desdobramento da Lava Jato

Por Redação

A Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Receita prenderam nesta terça-feira (11) Sérgio Côrtes, ex-secretário de Saúde do governo Sérgio Cabral, e os empresários Miguel Iskin e Gustavo Estellita.

A operação, que é mais um desdobramento da Lava Jato, foi denominada de “Fatura Exposta” e tem o objetivo de cumprir também dois mandados de condução coercitiva e de busca e apreensão em vários endereços.

A investigação mira fraudes em licitações para o fornecimento de próteses para o do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into). Os agentes também investigam a ocorrência de desvios na Secretaria de Saúde do Rio que teriam ocorrido durante o governo de Cabral. O esquema pode ter causado um prejuízo aos cofres públicos estimado em R$ 37 milhões. Há a suspeita que a ação comandada pelo ex-governador envolveria pregões internacionais

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*