26 de outubro de 2017 13:01

PF prende assessores do Ministério do Turismo

Operação faz buscas na casa do ex-ministro Henrique Alves

Por Redação

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (26) a Operação Lavat, um desdobramento da Operação Manus, contra lavagem de dinheiro no Rio Grande do Norte. Um dos detidos é funcionário do Ministério do Turismo.

As buscas também foram feitas na sede do Ministério, em Brasília, e no apartamento do ex-ministro, em Natal.

A PF prendeu os assessores do ex-ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, Aluísio Henrique Dutra de Almeida, José Geraldo Moura Fonseca Júnior e Norton Domingues Masera. Também foram alvos de condução coercitiva Domiciniano Fernandes da Silva e Fernando Leitão de Moraes Júnior.

Cerca de 110 policiais federais cumpriram 27 mandados judiciais, sendo 22 mandados de busca e apreensão, 3 de prisão temporária e 2 de condução coercitiva em Natal, Parnamirim, Nísia Floresta, São José de Mipibu e Angicos, todas cidades potiguares.

Em nota, o Ministério do Turismo informou que o servidor será exonerado e que vai colaborar com a PF “para que os fatos sejam apurados com correção”.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*