14 de novembro de 2017 08:30

Presidente da Alerj é levado para depor

Filho do deputado Jorge Picciani também foi preso

Por Redação

O deputado e presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani (PMDB), foi levado, nesta terça-feira (14), por agentes para prestar depoimento na sede da Polícia Federal (PF).

O filho do deputado, Felipe Picciani, também foi preso em Uberlândia, Minas Gerais, e deve responder por lavagem de dinheiro.

O presidente da Alerj é suspeito de receber propina da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor), em um esquema de corrupção no setor que envolveria políticos que estão no exercício do mandato.

Segundo as investigações, os políticos receberiam dinheiro para aprovar leis que beneficiariam o setor de transportes. A informação chegou ao Ministério Público Federal (MPF) após delação premiada do doleiro Álvaro José Novis.

A operação “Cadeia Velha”, que faz referência ao prédio da Alerj, é um desdobramento da Operação Ponto Final, decorrente da Lava Jato.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*