05 de abril de 2017 16:27

STF proíbe greves para todas as carreiras policiais

Para ministros, paralisação desses profissionais é inconstitucional

Por Redação

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (5) proibir qualquer forma de paralisação nas carreiras policiais, por desempenharem atividade essencial à manutenção da ordem pública.

Pela aprovação, por 7 votos a 3, fica vetado o direito de greve de policiais civis, federais, rodoviários federais e integrantes do Corpo de Bombeiros, entre outras carreiras ligadas diretamente à segurança pública. Essas carreiras, no entanto, mantêm o direito de se associar a sindicatos.

A decisão foi tomada no julgamento de um recurso extraordinário do estado de Goiás, que questionou a legalidade de uma greve de policiais civis.

Para o ministro Alexandre de Moraes, os policiais civis integram o braço armado do Estado, o que impede que façam greve.

“O Estado não faz greve. O Estado em greve é um estado anárquico, e a Constituição não permite isso”, afirmou Moraes.

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*