06 de julho de 2014 17:49

BA: Paulo Afonso é cenário para esportes radicais

Paulo Afonso possui cachoeiras, lagos, jardins e usinas hidrelétricas

Por Edvaldo Júnior

Uma ilha fluvial no Sertão, um cenário formado pelas águas do rio São Francisco, por cânions e por um belo céu azul que atrai turistas de todos os locais do mundo para praticar esportes radicais ou de aventura. Essa é a cidade baiana de Paulo Afonso, a nova meca dos esportes radicais, um prato cheio para quem busca aventuras: desde saltar de bungee jump de cima de uma ponte metálica de 86 metros sobre o São Francisco até escalar paredões íngremes e áridos dos cânions por onde corre o rio, tudo é possível em Paulo Afonso. O bondinho, que já foi usado para transportar os funcionários da Chesf (Companhia Hidrelétrica do São Francisco), hoje serve de trampolim para os praticantes de rapel.

Localizada na divisa com os estados de Sergipe, Pernambuco e Alagoas, Paulo Afonso possui cachoeiras, lagos, jardins, usinas hidrelétricas e grande potencial econômico. De acordo com a prefeitura do município, o que mais atrai turistas para a região são as belezas naturais e a prática do turismo de aventura. A reserva ecológica do Raso da Catarina, a Serra do Umbuzeiro e o cânion do São Francisco são os locais mais propícios para essa prática. Os roteiros incluem uma boa caminhada pelas trilhas e muitas delas foram percorridas pelo Cangaceiro Lampião e seu bando. O cânion tem sido palco de provas e campeonatos de canoagem.

Na Prainha de Paulo Afonso, na Copa Vela, são disputadas provas náuticas, principalmente com os barcos da classe laser e hobie cat e de jet-ski. Os turistas amantes da aventura e adrenalina ainda podem praticar e acompanhar atividades como MotoCross, SuperCross, Bicicross e Rally. A região também é rica em espaços para a prática de rappel, tirolesa e outros esportes de aventura.

Segundo o secretário de Turismo de Paulo Afonso, Marlos Guerra França, a prefeitura está investindo na capacitação das empresas que trabalham no setor, para que sejam regularizadas e certificadas. “A cidade possui um imenso potencial para o turismo, especialmente o de aventura, pois possui muitos atrativos naturais que parecem planejados, moldados para os esportes radicais. Por isso, damos todo o apoio para as empresas que atuam no ramo, buscando parcerias para que promovam melhorias, principalmente em relação à segurança, já que lidam com vidas”, explica o secretário.

Histórico

Paulo Afonso, em meados do século XVIII, era habitado por portugueses que, chefiados por Garcia d’Ávila, subiram o rio São Francisco, chegando onde hoje está localizada a cidade. Buscaram o local devido à fartura de água. A localidade, mais tarde procurada como pouso de boiadas, começou a exigir desenvolvimento comercial que atendesse à solicitação de gêneros de consumo, por parte, não só das pessoas de fora, como da população local.

O lugarejo, antes da emancipação em 1958, já era expressivo núcleo demográfico do município de Glória, quando em 15 de março de 1948 foi criada a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), com a finalidade de aproveitar a energia da Cachoeira de Paulo Afonso. O acampamento de obras localizou-se nas terras da Fazenda Forquilha. Em torno das instalações da Usina, cresceu a cidade.

Segundo dados do IBGE, Paulo Afonso conta com uma população de mais de 117 mil habitantes, possui um dos maiores PIB (Produto Interno Bruto) do estado da Bahia e, em 2007, estava na lista das 30 maiores cidades do nordeste com os maiores PIB.

Outras opções de lazer

Raso da Catarina

A reserva ecológica do Raso da Catarina é dividida entre reserva biológica e a indígena, com extensão de 6.400 km², recoberta de vegetação do tipo caatinga e clima típico de área desértica: durante o dia a temperatura chega a 40°C já à noite alcança até 10°C.

Famílias dos índios pankararés habitam a entrada do cânion seco na chamada Baixa do Chico que apresenta belíssimas formações rochosas esculpidas pelo vento, parecendo castelos, torre e bispo do tabuleiro de xadrez. Outra lembra uma grande catedral gótica.

Cânion do rio São Francisco

Outro passeio interessante é percorrer o cânion do rio São Francisco a bordo do Catamarã e ainda poder desfrutar de um delicioso banho no local. O passeio tem aproximadamente 3 horas de duração, sendo uma hora para banho.

Serra do Umbuzeiro

A Serra do Umbuzeiro, localizada no Povoado Riacho, distante 20 quilômetros do cento de Paulo Afonso, pela BR-110, é cenário para uma boa caminhada até o cruzeiro, em seu ponto mais alto.

O passeio envolve contato com a vegetação típica do semiárido, belas formações rochosas de arenito, grutas, cavernas e pinturas rupestres. Do alto dos seus 536 metros, tem-se uma fabulosa visão em 360 graus do município de Paulo Afonso.

Fonte: Codevasf

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*